Nos artigos anteriores falamos um pouco sobre o desafio do selecionador de captar informações além do “sim e não”, “tenho e não tenho” do candidato. O recurso para isto é utilizar as entrevistas comportamentais com foco em competência. Para isto, iremos abordar neste artigo o assunto de vídeo entrevista através dos Softwares de Recrutamento e Seleção.

Quando eu não tinha os recursos como os Softwares de Recrutamento e Seleção, acontecia algumas vezes de olhar um currículo bem interessante, ligar para a pessoa para tirar algumas dúvidas e chama-la para um processo seletivo e entrevista presencial. Algumas vezes eu acertava, mas outras eu via que se tivesse explorado melhor a ligação ou utilizado um software com vídeo entrevista, não precisaria ter chamado aquele candidato.

É importante relembrar que uma entrevista por competência só é possível se você tiver feito um mapeamento dos objetivos estratégicos da empresa e um detalhamento completo da descrição da vaga e do perfil necessário para assumir essa função.

Com estas informações é possível você identificar quais são as competências chaves e essenciais que o candidato precisa ter para assumir a função. Com isto, além de utilizar as provas para avaliar as questões técnicas, você poderá criar um roteiro de perguntas com foco em competência para que ele responda em vídeo.

Você pode formatar uma série de perguntas estratégicas, classificar quais são as competências que deseja avaliar em cada resposta e, após a sua avaliação o software rankeará os candidatos mais adequados ao cargo.

Como utilizar a vídeo entrevista para ter um bom resultado através do Software de Recrutamento e Seleção?

Mulher analisando as vídeos respostas dos candidatos em um software.

A vídeo resposta ou vídeo entrevista é um recurso a mais para avaliar e ter um conhecimento prévio do candidato antes de chama-lo para uma entrevista, por isto, ela deve ser bem estruturada para que você tenha o resultado desejado com sua utilização.

A melhor forma de utilização que percebemos é não utiliza-la como um fator inicial de desqualificação do processo seletivo, mas como um recurso de conhecer um pouco mais daquele candidato que já foi pré-qualificado para uma possível entrevista e que seria desejável ter mais informações sobre ele.

Com estes candidatos pré-qualificados, solicite a eles que responda as perguntas com foco em competências essenciais que foram levantas por você. Para isto, segue alguns cuidados a serem tomados:

  1. Coloque um vídeo solicitando respostas das quais você, através do currículo dele saberá qual é a resposta verdade. Analise o padrão comportamental de resposta para quando diz a verdade.
  2. Coloque perguntas direcionadas, para que consiga avaliar as competências necessárias e fique sempre atento ao olhar, postura, forma de falar, gesticular, emoções.
  3. Evite perguntas amplas, ao menos que queira avaliar o foco do candidato na resposta.
  4. Coloque tempo de respostas curtas para que ele responda de forma sucinta, objetiva e você consiga ganhar tempo em seu processo seletivo.

Quais são os cuidados recomendados ao utilizar a vídeo entrevista ou vídeo resposta?

  • Primeiramente é lembrar que ela é um recurso a mais para uma breve avaliação.
  • Ter cuidado para não fazer deste recurso a própria entrevista. Isto deixa o candidato constrangido e ele pode optar por não participar do processo.
  • Formatar com o máximo de clareza possível a sua pergunta e apresentar para algumas pessoas validarem o que elas entenderam. Desta forma você garante um pouco mais que a resposta esteja mais adequada dentro daquilo que você esperava.
  • Se for vagas das quais o perfil já é mais introvertido, saber como avaliar isto dentro do processo seletivo.

A vídeo entrevista ajuda muito o processo dos selecionadores e sempre procuramos reforçar o que todos já sabem: “Sabemos que quem irá responder está no papel de candidato, mas não sabemos a sua história, o seu momento atual, suas emoções e por tudo aquilo que está ou não passando no momento daquela gravação.”.

Para isto, é de extrema importância o olhar humano e técnico na hora da seleção e de utilização deste recurso que é fantástico.