As startups há algumas décadas vêm revolucionando o mercado em todo o mundo, bem como contribuem com uma nova mentalidade e um novo paradigma de gestão. Mesmo em tempos de limitações e crises, de ordem política e financeira, a startup mantém a economia aquecida, traz evoluções tecnológicas e inovações, gera empregos e supera desafios que empresas tradicionais não conseguem suprir com tanta facilidade.

O clima de incerteza e a capacidade de crescimento rápido é justamente a essência da startup e um trunfo em seu desenvolvimento. Além disso, as empresas deste gênero com um apelo muito grande de cultura organizacional de base, que dá sentido aos esforços e identidade às suas atividades. Uma demanda destas empresas é crescer mantendo a sua essência, aquela ideia compartilhada, que não se perde mesmo com o seu crescimento.

Reforço à cultura organizacional para continuar crescendo

Crescer em um ambiente saudável, pautado pelo aprendizado, pela liderança de alta performance, pela construção de uma identidade, na formação de ideais e diferenciais de mercado no centro da organização, e privilegiar uma cultura organizacional diversificada e humanizada, que encoraja o autodesenvolvimento e incentiva os resultados é o que tem servido de pauta para muitas startups no Brasil.

Contar com um time especializado, bem capacitado e conectado com as exigências do mercado e dos próprios processos da empresa é uma necessidade muito pontual, já que um dos aspectos mais comuns das startups é justamente a expansão gradativa e constante.

Não é novidade que para uma empresa que preza pela inovação, processos ágeis e cultura organizacional de alta performance para garantir seus diferenciais necessite, para crescer, de talentos humanos e de profissionais que se identifiquem com seus conceitos. Assim como outros processos da startup, o RH, e mais especialmente, o Recrutamento e Seleção, devem estar alinhados com as mais recentes metodologias, com técnicas assertivas e recursos que facilitem a captação dos profissionais certos em processos seletivos enxutos, ágeis e estratégicos.

Mudança de mindset das startups

Uma startup se caracteriza pela inovação aplicada ao serviço ou produto produzido, com grande anseio tecnológico, desenvolvido a custos menores e processos mais ágeis. Trata-se de, inicialmente, uma pequena empresa com grandes condições de desenvolvimento em alto risco e incerteza. Quando alcançam maturidade, expandem a oferta de serviços para grandes empresas ou para uma grande massa de consumidores/usuários.

startup

É muito comum as startups atuarem em rede e efetivarem o seu desenvolvimento em uma cultura de inovação e empreendedorismo. Pela lente da inovação tecnológica, promovem mudanças de mentalidade e grandes revoluções no mercado e na forma de agir das pessoas. Criam novos paradigmas, novas soluções e um novo cenário, repleto de experiências e novos conhecimentos. Oferecem empregos e mantém a economia aquecida.

Considerando tudo o que leu até agora sobre as startups, é importante que estas empresas estejam conectadas com serviços e produtos eficientes, que impulsionem as suas atividades diárias e supram as suas necessidades. Mais que isso: que sejam usuárias de tecnologias e soluções inteligentes e inovadoras. O Recrutamento e Seleção, por exemplo, como veremos adiante, deve também ser conectado com esta necessidade.

O futuro das startups

O futuro das startups vem se desenhando nos últimos anos. Mas algumas tendências devem se acentuar na próxima década. É o caso do conceito de indústria 4.0, muito debatido entre os gestores de startups, que se refere a 4º Revolução Industrial. É também um dos principais conceitos que fundamentam a startup, já que propõe a inovação tecnológica para vários segmentos produtivos.

Com a proposta de trazer mais eficiência, agilidade e autonomia, através da inovação, esta proposta vai se acentuar ainda mais nos próximos anos, em um mercado que já passa por uma transformação digital. O segmento de RH e soluções de Recrutamento e Seleção, como é o caso da Empregare, é um exemplo de como tem se transformado nas últimas década e como a tecnologia tem oportunizado soluções ainda mais inovadoras e inteligentes. Dentro e fora das empresas, nos seus processos internos e no desenvolvimento de seus produtos e serviços, este conceito de Indústria 4.0 deve receber a atenção dos gestores de empresas de diferentes segmentos.

A automação é outra tendência nas startups. Aplicar tecnologia para obter processos mais ágeis, com o melhor custo-benefício e mais seguros é outra proposta que está no cerne das startups e que deve se intensificar ainda mais. É uma condição de desenvolvimento de qualquer empresa. Ferramentas inteligentes e autônomas devem ser empregadas em todos os processos das empresas – inclusive nos Recursos Humanos.

Outra tendência entre as startups é a internacionalização. Não é uma novidade, mas deve mudar o ecossistema de startups no Brasil intensamente. Para crescer, é preciso focar no público global, mas antes, é preciso ter condições para isso. Daí a importância de reforçar o time e buscar meios de garantir os diferenciais de mercado.

Como recrutar mais e melhor

O que há de mais inovador e assertivo na hora de selecionar os melhores profissionais do mercado? Este deve ser o questionamento dos gestores e empreendedores que lideram a startup. Encontrar soluções inovadoras para atender as demandas da sua empresa no quesito captação de talentos, que vão ao encontro da própria proposta de inovação da startup, deve ser uma meta.

Uma startup tem um perfil muito específico de profissionais. Além de serem referência em suas funções e atenderem as necessidades da empresa – cada uma tem as suas demandas – precisa de pessoas que respondam aos necessidades de cada uma de suas fases. Por exemplo, no início de suas atividades, a startup precisará de pessoas inclinadas em desenvolver as bases, em gerar protótipos essenciais para o negócio. Em uma fase de mais amadurecimento, terá que ter profissionais orientados para vendas ou captação de investimentos. Mais tarde, deve ter condições de trabalhar em ritmo de expansão da empresa.

Uma vez sabendo das suas necessidades e aspectos, da forma como quer atuar no mercado e do perfil de profissionais para cada fase de crescimento do negócio, é hora de refletir sobre as tecnologias e metodologias que serão adotadas na seleção de profissionais.

Conheça a plataforma Empregare

A Empregare é uma plataforma completa de recursos de Recrutamento e Seleção para diferentes tipos de empresas, incluindo as startups brasileiras. É uma referência no mercado, pois traz uma solução que integra variados recursos que tornaram o seu processo seletivo mais seguro, eficiente e enxutos.

Plataformas de Recrutamento e Seleção on-line, metodologias modernas e ágeis, inteligência artificial aplicada às rotinas de Recrutamento e Seleção, recursos de comunicação e interação para atender a diferentes tipos de candidatos em distintas fases do processo seletivo, mapas comportamentais, métricas de resultados em todas as fases, gestão integrada dos processos seletivos, metodologias que favoreçam a diversidade e que sejam mais íntegros, recursos de employer branding: estas são apenas algumas novidades que já estão disponíveis para que a startup possa contratar mais e melhor, de forma mais enxuta e com mais assertividade.

A Empregare é também a primeira plataforma de Recrutamento e Seleção do Brasil a oferecer a Seleção às Cegas, um recurso de seleção em que apenas as características profissionais são divulgadas ao recrutador, promovendo a diversidade e oferecendo à empresa diversas vantagens. Veja mais nesta matéria!

Que tal uma demonstração gratuita e saber mais sobre os planos da solução Empregare? Acesse este link e entre em contato com os nossos especialistas!

Veja também: Employer Branding – Como atrair os melhores talentos

O que achou das dicas sobre Recrutamento e Seleção para Startups? Deixe um comentário a seguir! Compartilhe estas informações nas suas redes sociais! Siga a Empregare no Instagram!