Você já deve ter ouvido falar em Lei da Atração. Com a popularização dos conhecimentos sobre física quântica, leis universais e outros conceitos que antes estava limitado aos espaços esotéricos, a Lei da Atração se tornou um dos assuntos mais interessantes no cotidiano das pessoas.

Nas últimas décadas, e principalmente depois da ascensão da internet e das novas tecnologias, as pessoas tiveram um conhecimento mais aprofundado sobre a mecânica da atração como uma lei universal. Não demorou muito para esta perspectiva ganhar outros meios, como o ambiente profissional e corporativo. Para entender como isso ocorreu e quais as vantagens na hora de selecionar talentos, precisamos definir o que é Lei da Atração.

O que é, afinal, a Lei da Atração?

Quando falamos em Lei da Atração, muitas pessoas pensam que é algo mágico, mitológico ou simplesmente uma coisa distante. Mas na verdade o assunto não é novo e ao longo dos tempos vem sendo abordado por muitos autores. Ganhou destaque recentemente com o lançamento de livros como O Segredo, de Rhonda Byrne, e Law of Attraction: The Basics of the Teachings of Abraham, por Esther Hicks e Jerry Hicks, mas há centenas de anos há pessoas e grupos que se empenham em estudá-la.

É chamada de lei, pois integra outras leis de caráter universal e porque já foi comprovada em teoria e prática. Assim como na física, em que certos conceitos explicam fenômenos e eventos de modo categórico, há leis universais relacionadas à existência em caráter muito mais amplo do que meramente físico ou visível aos olhos.

A Lei da Atração refere-se também à ação de atrair. Semelhante atrai semelhante. A máxima “ser” para “ter” explica que, para que um desejo se realize, é preciso estar na mesma vibração. Afinal, tudo o que existe no universo é uma grande rede vibratória com a qual inevitavelmente estamos interagindo.

E por falar em física, Newton, em sua terceira lei, afirmou que, para toda ação (força) sobre um objeto, em resposta à interação com outro objeto, existirá uma reação (força) de mesmo valor e direção, mas com sentido oposto. Isso quer dizer que toda ação que realizamos, de qualquer natureza, terá um retorno da mesma natureza, mas no sentido contrário – do sentido de atração. Citamos Newton apenas para exemplificar como um conceito físico pode ser aplicado em outros contextos e ainda assim pode ser verificado e testado.

Novo paradigma

A física tradicional vem enfrentando questões que não consegue mais responder. A física quântica vai além e afirma que a vida e tudo o que conhecemos (e até o que está além da nossa imaginação) é multidimensional. Atualmente, a ciência consegue provar que tudo o que existe, inclusive a matéria, é energia e que os átomos assumem duas funções, a de onda e de particular. Além disso as partículas subatômicas se comportam conforme a intenção do observador (você) – pesquise mais sobre o experimento realizado da Dupla Fenda para entender melhor ou clique aqui.

Lei da Atração

Em suma, a Lei da Atração diz que semelhante atrai semelhante, e os pensamentos das pessoas (sejam conscientes ou inconscientes) ditam a realidade de suas vidas, estejam elas sabendo disso ou não. Ela acontece porque é uma lei, você acreditando nisso ou não. A Lei da Atração é a lei do observador: tudo o que você dá valor em seus pensamentos e sentimentos, ganha força. Desta forma, se você realmente quer alguma coisa e realmente acredita que é possível, você vai consegui-la. Contudo, se a sua atenção está voltada para algo que você não queira, significa que você também vai receber esta coisa.

O conceito de Lei da Atração é muito complexo e cabe muitas leituras ao interessando. Mas é importante entender que, é possível manipular a realidade em favor do indivíduo ou de um grupo, compreendendo, para isso, a sua dinâmica, as suas emoções, preconceitos, crenças e aspectos emocionais. Não basta apenas pensar positivo: é preciso vibrar na mesma frequência, ou seja, ser aquilo que deseja e compreender que o universo é um campo de infinitas possibilidades. Você se relaciona com a realidade e atrai para si coisas e eventos de acordo com o que você é, conforme as suas crenças e expectativas, sejam elas conscientes ou inconscientes, porque é uma energia que classifica você.

Peça, acredite e receba

Você já deve ter ouvido falar, em seus tempos de escola, de E=mc2, uma equação da física moderna utilizada como parte da Teoria ou Princípio da Relatividade, desenvolvida pelo físico alemão Albert Einstein. Ela afirma que massa e energia são duas formas da mesma coisa, ou seja, a energia é a matéria liberada e desacelerada; a matéria é energia esperando acontecer.

Você, o computador ou celular que está utilizando para ler este artigo e até o próprio artigo são matéria, mas também energia. Os cientistas aceleraram partículas em um acelerador para comprovar que, ao colidirem, elas deixam de existir, ou seja, viram energia liberada. Isso prova que você é energia vibrando e se relaciona com a realidade deste modo. Tudo o que tem energia, possui um campo eletromagnético e vibracional.

Você atrai para a sua vida coisas e eventos que estão vibrando na mesma frequência, e desta forma, é importância ter consciência disso. Se você tem uma boa inteligência emocional, sabe lidar com seus pensamentos e crenças, tem uma visão positiva em tudo o que faz, atrairá o mesmo para a sua realidade. Se está alegre, animado e grato, atrairá alegria, animação e gratidão. Contudo, se leva uma vida infeliz, se se sente culpado, com medo, atrairá eventos infelizes, mais culpa, limitações e aquilo que teme.

Consciência da Lei da Atração

No momento que você compreende que todas as suas escolhas podem ser conscientes e que é possível ter os pensamentos e sentimentos sob o seu domínio, entenderá que você é o ponto de partida. É por isso que em O Segredo a Lei da Atração é resumida na fórmula Peça, Acredite, Receba. Você pode pedir algo a este universo de possibilidades e vibrar na mesma frequência deste desejo, acreditar que tudo é possível e que o desejo já está encaminhado para a sua realização. O terceiro passo será justamente receber, acreditando que já está recebendo. Este é o resumo de todo o processo criativo. O seu padrão vibracional determina a sua realidade pessoal, profissional e organizacional.

A Lei da Atração não se aplica apenas ao nível do indivíduo. Já ouviu falar em diapasão? O seu padrão vibracional influencia também o mundo todo. Um grupo de monges passaram a meditar em lugares com situação de risco e violência com o objetivo de encontrar consciência, compaixão e amor. Com o tempo, o lugar passou a ter mais desenvolvimento social e menores taxas de criminalidade. Esta experiência foi verificada em diferentes lugares do mundo.

O que um evento tem a ver com o outro (a meditação do monges e a redução da violência)? Um grupo vibrando na mesma frequência pode influenciar visivelmente a realidade de outras pessoas, assim como indivíduo pode modificar a sua realidade e consequentemente a dos outros. Isso porque se somos todos energia, somos também parte de um todo.

O que a Lei da Atração tem a ver com os processos seletivos?

Não demorou para que esta perspectiva sobre a Lei da Atração fosse aplicada a contextos mais específicos, como na gestão de negócios e em processos seletivos, por exemplo. Vivemos um tempo em que as empresas seguem um novo paradigma – a gestão de alta performance – que se caracteriza pelo tratamento mais humanizado aos seus colaboradores, bem como a outros stakeholders (fornecedores, investidores, clientes, etc.).

Argumentos como o de que pessoas felizes produzem mais e melhor, de que a empresa deve ser um exemplo, um protótipo das realizações que quer ter no mercado (ser para ter), de que as organizações se encaminham para um modelo em que a aprendizagem deve ser incentivada, contínua multifocal para que se crie novos diferenciais estão cada vez mais fortes e perpassam também os processos seletivos.

Embora muitas empresas acham que tem o perfil do cargo bem desenhado e clareza do que a pessoa irá fazer, nossos psicólogos já trabalharam em multi-nacionais, consultorias e diversas empresas que o mais difícil era fazer de forma estratégica a definição do perfil do cargo, suas responsabilidades, atividades detalhadas e requisitos. Se for divulgada uma vaga sem a existência dessa clareza, o processo seletivo tornar-se-a mais demorado e menos assertivo.

Quando existe clareza dos aspectos comportamentais, dos valores, das competências, responsabilidades, principais atividades e o que realmente é esperado deste candidato, é como se a empresa “desenhasse a persona” do cargo no Universo, consequentemente o Universo entende quem você precisa e enviará para ser inscrito neste processo seletivo. O grande detalhe disto é que esta clareza, certeza e convicção precisa estar bem alinhada com todos os envolvidos no processo.

Algumas perguntas podem ajudar você a trazer estas definições, como:

  • Quais os objetivos estratégicos da organização para daqui 1 ano, 2 anos, 3 anos e 5 anos?
  • Como deve ser o profissional que deverá assumir esta posição aberta frente a situação atual em relação onde a empresa pretende chegar?
  • Qual é a missão do cargo?
  • Quais são as responsabilidades e atividades detalhadas?
  • Quem é e como é o supervisor imediato desta pessoa?
  • O que realmente se é esperado desta pessoa?
  • Quais são as habilidades e conhecimentos necessários para assumir a função?
  • Quais são os requisitos necessários?
  • Quais são as competências essenciais da organização e do cargo?
  • Qual é e como é a cultura da empresa, seus valores e o que ela deseja construir nos prazos mencionados acima?

Com a clareza destas informações, independente do meio que você fizer o seu processo seletivo, tais profissionais irão chegar até a sua vaga. Claro, que se você fizer a sua parte com recursos e tecnologias para atrair, o resultado será ainda maior e melhor.

Questionamentos importantes:

  • O que sua empresa tem feito para atrair os candidatos mais adequados ao cargo? Uma vez que tudo é uma questão de atração, energia e para atrair o candidato certo, a empresa precisa ter e vibrar a cultura correta.
  • Quais ferramentas tem utilizado para atrair estes candidatos e como tem sido esta comunicação?
  • Quais tem sido as boas práticas para após atrair, selecionar e reter tais candidatos?

Recursos de seleção

Além da empresa ter uma cultura organizacional que esteja voltada a estas premissas que colocamos aqui neste artigos, que considere esta visão do todo e filosofia que está cada vez mais popularizada, é importante utilizar critérios bem claros na hora de desenvolver as estratégias de recrutamento e seleção. É importante estabelecer um perfil do candidato que atenda de fato as perspectivas da empresa e que este perfil esteja claro a todos os envolvidos no processo de recrutamento.

Os recursos inovadores do software de recrutamento e seleção Empregare abrangem todo o processo seletivo e permitem que a empresa e seus recrutadores especifiquem ao máximo os critérios de seleção, de forma prática e intuitiva, do cadastro de vagas à análise dos indicadores de gestão. Com estes recursos, é possível ser mais assertivo na captação de novos talentos, bem como na redução de custos. É um ponto de partida para você fazer uma revolução nas contratações.

Um dos recursos que tem sido muito utilizado é a inclusão de vídeo junto com a descrição da vaga que mostre a cultura da empresa, o ambiente de trabalho para que o candidato se sinta atraído pela oportunidade.

Veja também: Canal do RH – Canal de vídeos com dicas e sacadas de Recursos Humanos

Gostou das dicas sobre Leia da Atração nos processos seletivos? Deixe um comentário e compartilhe este conteúdo em suas redes sociais.