O departamento de recursos humanos é o setor estratégico de uma organização. Afinal, o time de colaboradores representa o capital humano dos negócios. E devido a sua importância, estratégias e técnicas foram melhoradas para, cada vez mais, atrair pessoas que realmente apresentam o perfil ideal para trabalhar na organização e trazer resultados. Entre essas estratégias, os testes nos processos seletivos que visam otimizar o processo. 

Em resumo, com a inovação dos processos surge o modelo de recrutamento online. E com ele dúzias de testes são aprimorados para encontrar o profissional perfeito para a organização.  

No entanto, algumas empresas abusam desses recursos e acabam por esquecer que se deve tomar alguns cuidados no processo de recrutamento, principalmente se é realizado de forma online.  

Ou seja, não devemos ignorar os cuidados com a utilização de testes nos processos seletivos. 

Portanto, confira neste artigo quais são esses cuidados e o que você deve evitar fazer em um processo seletivo para que ele se torne mais assertivo. 

Importância do processo seletivo online 

recrutamento e seleção online

Contratar profissionais para a empresa deve ir além da entrevista tradicional. Trata-se de uma demanda solicitada ao departamento de recursos humanos e que exige tempo, dedicação e estratégias que se alinham aos objetivos da empresa, visando resultados satisfatórios. 

Dessa maneira, é importante contar com testes que ajudem na tomada de decisões.  

Além disso, contar com um processo de recrutamento e seleção online e a partir da utilização de testes de avaliação de perfil técnico e comportamental pode trazer inúmeras vantagens para os seus negócios, tais como:

Otimização dos processos 

Com um sistema de recrutamento e seleção online e inteligente, o recebimento de currículos é mais avançado. Dessa forma, proporcionando uma triagem mais prática e rápida a partir de filtros.

Além disso, com os processos otimizados é possível focar nas etapas que demandam mais tempo e que realmente exigem atenção. Como, por exemplo, as entrevistas e as dinâmicas de grupo.  

Maior alcance de talentos 

As pessoas vivem conectadas à internet, logo, um processo online além de otimizar os processos, aumenta o alcance de talentos.  

Em outras palavras, a internet é uma boa forma de alcançar talentos realmente interessados na empresa. Com isso, as chances de acerto aumentam. 

Redução de custos e recursos 

Com um processo seletivo online, você melhora não só a produtividade e as chances de encontrar o profissional com o perfil compatível, como também reduz os custos provindos de processos seletivos.  

A redução de custos também vem da assertividade em realizar um processo seletivo mais eficaz, pois ao encontrar candidatos ideais, as chances de manter esse colaborador na empresa são altas.

Dessa forma, economizará os custos de uma demissão e de um novo processo seletivo para repor o colaborador no time. 

Vantagens da utilização de testes nos processos seletivos 

Mas afinal, qual a importância em aplicar testes nos processos seletivos online?  

Muitas organizações têm optado por aplicar os testes nos processos seletivos online como forma de atrair e identificar os melhores talentos para a empresa. 

E entre as vantagens da utilização de testes, está na otimização do tempo. Além disso, é uma forma eficaz de identificar as habilidades e as competências técnicas e comportamentais dos candidatos, com a garantia de uma aderência maior do candidato aos requisitos da vaga.  

Outro benefício importante é que a utilização de testes pode aumentar a assertividade na escolha do candidato, reduzir custos e reduzir o uso de recursos humanos e financeiros. 

Entre os testes mais aplicados estão: 

  • Testes de perfil comportamental; 
  • Testes de conhecimentos específicos (português instrumental, matemática financeira, conhecimento em Excel, linguagem de programação, entre outros); 
  • Avaliação de conhecimentos em línguas estrangeiras; 
  • Testes de conhecimentos técnicos sobre áreas e cargos específicos; 
  • Avaliações e testes psicológicos (Palográfico, Atenção Concentrada, Questionário de Avaliação Tipológica, entre outros); 
  • Testes de habilidades sociais; 
  • Provas situacionais; 
  • Raciocínio lógico, entre outros. 

São tantas opções que por vezes as empresas ficam tentadas a utilizar o maior número de recursos possíveis para acertar na contratação.  

Entretanto, é preciso tomar alguns cuidados na hora de utilizar os testes nos processos seletivos. Confira a seguir quais são esses cuidados. 

Cuidados necessários com a utilização de testes nos processos seletivos 

cuidados na utilização de testes no recrutamento

Quando os testes são planejados e realizados de forma correta, as chances desse profissional permanecer na empresa é maior, do que em processos seletivos com limitação de ferramentas e recursos.  

Em contrapartida, quando o departamento de recursos humanos exagera nessa estratégia, pode trazer prejuízos e atrasos significativos no processo seletivo.  

Portanto, entenda a seguir os cuidados que precisam ser tomados quando o assunto é a utilização de testes nos processos seletivos. 

Além disso, alguns cuidados gerais que devem ser tomados no processo seletivo para torná-lo mais eficiente.  

1. Planeje a utilização de testes nos processos seletivos

O planejamento inclui avaliar quais testes são necessários de acordo com a demanda da empresa.  

Existem testes elaborados para algumas áreas, que para outras eles são totalmente desnecessários.  

Dessa forma, o primeiro cuidado é: se atente ao número de testes e ao cargo que será contratado. Isso evita processos seletivos longos e cansativos, e com isso os profissionais não perderão o interesse em sua oportunidade. 

Há empresas que pecam pelo excesso e aplicam de 10 a 15 testes nos processos seletivos online. Esta atitude torna o processo maçante e a empresa pode perder excelentes talentos. Além disso, pode prejudicar a marca empregadora da empresa e dificultar o fit cultural. 

Portanto, se limite no conhecimento e critérios do cargo, na descrição do perfil, nas funções que serão exercidas pelos profissionais, bem como nas competências para que o processo se torne menos burocrático, mais objetivo e mais assertivo possível. 

2. Aplique os testes como forma de avaliação complementar

Os testes são instrumentos de apoio, e por mais que os resultados sejam satisfatórios, os testes nos processos seletivos não devem ser usados como medida eliminatória ou garantir uma contratação.  

O número de testes não irá validar se o candidato realmente tem o perfil. Ou seja, o processo seletivo requer uma série de estratégias que, ao serem avaliadas, irão dizer qual candidato é mais compatível com a vaga em questão. 

E o que isso quer dizer?  

A avaliação final e a decisão de contratação devem ser feitas com base no contexto geral do processo seletivo. 

Portanto, a escolha dos testes nos processos seletivos dependerá do perfil do candidato para a vaga que está em aberto. 

Logo, para que um processo seletivo seja assertivo, lembre-se: a avaliação deve ser composta por diferentes ferramentas. Usar somente um teste ou uma porção de testes não definirá qual será o melhor candidato para trabalhar na sua empresa. 

3. Escolha os testes com eficiência

avaliação de candidatos

No processo seletivo, os testes, sejam eles técnicos ou psicológicos, são capazes de otimizar a seleção de pessoas para a entrevista final. Assim, diminuindo o tempo de realização do processo e agregando ainda mais valor ao recrutamento. 

Porém, os testes devem ser escolhidos com eficiência, levando em consideração o perfil desejado, as características pessoais, comportamentais, psicológicas e técnicas. Bem como o cargo, as atribuições e as competências necessárias para um trabalho bem executado. 

Não adianta aplicar nos candidatos um teste de proficiência em uma língua estrangeira se o profissional não irá desempenhar funções em que precisará de outro idioma, por exemplo. 

Em contrapartida, um teste de proficiência é de extrema importância para um cargo de Recepcionista Bilíngue.  

Já um teste que avalia habilidades de escrita deve ser aplicado em qualquer cargo, pois a comunicação escrita faz parte de praticamente todos os processos da empresa, como um envio de e-mail e elaboração de relatórios, por exemplo. 

Logo, a seleção de pessoas com habilidade de escrita é importante para evitar falhas de comunicação que ocasionam erros no andamento do processo, e consequentemente um prejuízo nos resultados da empresa. 

Portanto, o primeiro cuidado já citado é essencial para a eficiência do seu processo seletivo: faça um planejamento dos testes que serão aplicados e os escolha baseando-se na vaga a ser preenchida. 

Esse cuidado pode parecer óbvio, mas deve ser reforçado. Pois, muitas empresas aplicam testes desnecessários como forma de definirem o perfil ideal, quando, na verdade, podem conseguir o contrário disto. O resultado será insatisfatório e os índices de rotatividade irão aumentar.

4. Leve em consideração a saúde mental dos candidatos

Na escolha de testes nos processos seletivos, leve em consideração os candidatos. Isto é, ao escolher quais testes serão aplicados de acordo com o cargo e as atribuições, devem ser levados em conta o tempo e o desgaste emocional e mental dos candidatos, evitando perder o foco e evitando que o objetivo seja comprometido. 

Divida o processo em várias etapas. Além disso, determine um tempo de intervalo entre um teste e outro.  

Isto é, etapas muito próximas umas das outras, ou até mesmo um número grande de testes aplicados em um só dia pode prejudicar o desempenho dos candidatos. E é nessa hora que a sua empresa pode perder a oportunidade de encontrar excelentes talentos. 

5. Não prolongue ou demore para dar retorno ao candidato

Foi dito que é preciso dar um tempo entre uma etapa e outra para que o desempenho do candidato nos testes seja insatisfatório.  

Em contrapartida, prolongar muito o processo ou demorar muito tempo para dar retorno ao candidato também pode prejudicar o seu processo seletivo. 

Por isso a importância em planejar e organizar as etapas do recrutamento e seleção, para que o tempo do processo de maneira geral não se estenda demais, e o processo seletivo acabe se tornando algo cansativo e desmotivador.

Além disso, pode demandar mais recursos humanos e financeiro da empresa. 

Incluir um intervalo muito grande entre uma etapa e outra pode ser prejudicial, principalmente se não tem alguma pessoa responsável por atualizar o candidato sobre o processo. 

Preze sempre pela agilidade e pela comunicação com o candidato. Principalmente quando o assunto envolve os testes que deixam os candidatos ainda mais ansiosos. 

6. Deixe claro todas as etapas do processo seletivo

testes nos processos seletivos

Pegar o candidato de surpresa pode não ser a melhor escolha. Pois, além dele não estar preparado, seu desempenho irá cair e ele pode ter uma impressão ruim sobre a empresa e abandonar o processo seletivo no meio de seu andamento. 

Dessa forma, mais uma vez a sua empresa poderá perder excelentes candidatos que poderiam trazer resultados incríveis para a sua empresa. 

O resultado? Redução do número de candidatos, e a possibilidade de ter que realizar um novo processo seletivo. 

Portanto, sempre deixe claro quais são as etapas do processo seletivo, se possível quais testes serão aplicados.  

7. Aposte em softwares de recrutamento e seleção para automatizar o processo seletivo

Um bom processo seletivo ajuda a tornar a sua equipe mais harmoniosa, tornando o clima organizacional mais agradável. Consequentemente, essas vantagens irão trazer melhores resultados para a sua empresa. 

Contar com a tecnologia é uma excelente estratégia, principalmente quando se trata da utilização de testes nos processos seletivos.

Isso pode melhorar o seu sistema de recrutamento e seleção, bem como economizar tempo do RH que poderá gastar mais energia para focar no que é realmente importante: a avaliação minuciosa do candidato e uma análise criteriosa dos perfis. 

Logo, softwares de recrutamento e seleção podem ser vistos como excelentes suportes para os profissionais de Recursos Humanos que conseguem entender e avaliar de maneira mais apropriada quais são os candidatos mais compatíveis com a vaga anunciada, e quem tem o perfil mais alinhado à cultura organizacional. 

Em conclusão, antes de divulgar a vaga, o departamento de recursos humanos deverá ter em mãos a descrição do perfil desejado, bem como os testes escolhidos de maneira apropriada e a determinação de um software que atenda às demandas da empresa.  

Este tipo de cuidado irá deixar o processo seletivo mais objetivo. E as chances de encontrar o profissional de acordo com a vaga irão aumentar consideravelmente.  

Por fim, o que você acha de dar o próximo passo e melhorar as suas contratações?  

A EMPREGARE.com oferece a melhor tecnologia do mercado em se tratando de software de Recrutamento e Seleção. 

O sistema é intuitivo e pensado exclusivamente para otimizar e agilizar os seus processos e a sua rotina na empresa.

Conheça o sistema e economize 80% do seu tempo.   

Clique aqui para conhecer. 

Aproveite também para acompanhar mais conteúdos incríveis no nosso canal no Youtube.