Muitas empresas ainda apresentam problemas na hora de recrutar seus colaboradores e têm prejuízos com o processo de recrutamento e seleção. Na verdade, selecionar talentos profissionais sempre foi um desafio, ainda mais nos dias de hoje, com tantos requisitos e competitividade do mercado. Mas entre os impasses mais comuns desta função estão os erros dos recrutadores, dos especialistas neste processo de seleção.

É sempre interessante revisitar os métodos e recursos adotados pela empresa na hora de ir ao mercado buscar pelos melhores talentos. É uma forma de ajustar erros e contingências para que o recrutamento e seleção seja um processo ainda mais assertivo. Afinal, não é apenas o candidato que deve ter um bom desempenho, mas todos os profissionais envolvidos, entre eles, os recrutadores.

Planejamento, padronização dos processos, integração das diferentes fases e dos envolvidos, bom senso, boa percepção de todas as etapas do processo, conhecimentos de Recursos Humanos aplicados ao cotidiano dos processos seletivos e capacidade de utilização de ferramentas de automação que contribuam com as atividades de seleção. Estas devem ser algumas preocupações dos recrutadores para que consigam executar as suas atividades com assertividade.

erros dos recrutadores

Vejamos alguns erros dos recrutadores mais comuns e algumas possibilidades de solução para que sejam previstos, evitados ou reparados. Confira a seguir!

1) Falta de ferramentas integradas de recrutamento e seleção

Muitas vezes, os erros dos recrutadores mais comuns está ligado a falta de ferramentas estratégicas e de alta performance que otimizem as suas atividades ou a falta de conhecimento sobre como manejá-las. Nem todos os sistemas de recrutamento e seleção são integrados, eficientes e funcionais, além disso, nem todas as empresas utilizam sistemas de recrutamento e seleção.

O software de recrutamento e seleção da EMPREGARE.com, por exemplo, integra todas as fases do processo seletivo, da criação do anúncio de vaga à mensuração dos resultados e gestão dos talentos. Além disso, é possível integrar as ações de diferentes recrutadores em todas as fases, facilitando assim o diálogo e o manejo do processo.

O software de recrutamento e seleção Empregare é intuitivo e fácil de usar, e não requer capacitação exaustiva. Ajuda a padronizar o atendimento entre todos os profissionais e a promover a marca da empresa. Oferece ainda 80% de redução do tempo gasto com o processo. Há ainda recursos exclusivos, como a seleção às cegas (que veremos adiante) e a vídeo apresentação, o que facilita o recrutamento e seleção a distância – veja mais sobre este tema nesta matéria.

Conheça melhor esta solução Empregare e solicite uma demonstração neste link.

2) Falta de conhecimento sobre as perspectivas da empresa

A falta de conhecimento em relação à empresa é um dos erros dos recrutadores mais comuns e desastrosos. O recrutador deve conhecer muito bem o negócio, a cultura organizacional, os perfis funcionais e as perspectivas da empresa na qual trabalha. Deve ainda estar alinhado, enquanto funcionário, com estas perspectivas, uma vez que representa junto ao candidato muito daquilo que a empresa é. Além disso, se o recrutador não conhece bem a empresa, não saberá avaliar quais são os candidatos certos para ela.

Todo recrutador deve ser um bom comunicador, e para isso, além de competências comunicativas, deve ter informações claras sobre a empresa e transmiti-las com qualidade. É na interação que ele percebe se o candidato tem o perfil e a visão que a empresa almeja. É importante ainda que saiba argumentar, apresentando a empresa de forma a não causar dúvidas.

Além disso, quando é feita uma seleção, ela é feita para que o candidato permaneça anos na empresa, por isto, é de extrema importância que o recrutador e selecionador saibam quais são os objetivos estratégicos da organização e onde ela deseja chegar.

3) Não explicar todos os detalhes da vaga

A falta de capacidade de se comunicar com os candidatos pode levar a muitos problemas. Muitos candidatos com grandes potenciais podem perder o interesse na vaga, assim como um erro de comunicação pode atrair profissionais que têm pouco a ver com a empresa ou com o perfil do cargo anunciado.

Na entrevista ou primeiro contato com o candidato, o recrutador deve ser claro em relação às competências necessárias, local de trabalho, horários, salário, possibilidades de mudança, entre outras informações. Além disso, os detalhes da vaga devem ficar claros desde a descrição do anúncio. Um anuncio de vaga não pode ser feito de forma qualquer. É preciso considerar várias premissas, que descrevemos nesta matéria.

4) Falta de postura profissional

A postura profissional é imprescindível àqueles que selecionam e contratam outros profissionais. O recrutador é na maioria dos casos o primeiro contato do candidato com a empresa e deve refletir um posicionamento cordial e de excelência, seja na maneira de se comunicar, de agir, de se expressar e em sua imagem pessoal. O avaliador também é avaliado, assim como é a empresa, através do seu recrutador. A postura inadequada é um dos erros dos recrutadores mais comuns e pode passar a ideia errada ao candidato.

5) Não se preparar para a entrevista

Além de conhecer muito bem a empresa em que trabalha, o perfil funcional da vaga e do cargo anunciado, é muito importante se preparar para as entrevistas. Entre os erros dos recrutadores mais comuns está não criar previamente um roteiro da entrevista, bem como de todo o processo seletivo. Tenha em mente quais serão os assuntos a serem tratados e tenha todas as perguntas já formuladas.

Estudar o currículo do candidato antes da entrevista é essencial para traçar o perfil do candidato, fazer argumentações, improvisar perguntas, etc. O programa de recrutamento e seleção da Empregare possui uma estrutura cheia de recursos para que o profissional possa se preparar e gerir o processo seletivo.

6) Avaliar apenas pelo currículo ou pelas características pessoais

Há um conceito de recrutamento e seleção cada vez mais popular em outros países e que está chegando ao Brasil. Trata-se de uma proposta mais ética e justa na hora de selecionar e contratar candidatos. É a seleção às cegas, que considera apenas as competências e características profissionais dos candidatos, sem considerar aspectos pessoais como gênero, idade, se tem ou não filhos, cor da pele, localidade, etc.

Muitos recrutadores erram ao se deixar levarem por suas crenças e noções pré-concebidas ou por discriminações conscientes ou, como na maioria das vezes, inconscientes, priorizando aspectos pessoais e subjetivos em detrimento das qualificações profissionais.  Com a seleção às cegas, o foco é nas características profissionais. O software de recrutamento e seleção Empregare é o primeiro no Brasil a lançar a ferramenta de seleção às cegas, com todos os recursos necessários para que a empresa efetive este tipo de seleção.

erros dos recrutadores

Entre os erros dos recrutadores mais comuns também está a limitação em avaliar o candidato apenas pelo currículo. O currículo é um documento que resume a experiência profissional do candidato. Ele não dá todas as respostas que o recrutador precisa. Há recursos que podem elevar o nível de excelência da seleção. É o caso do vídeo apresentação, da criação de testes e simulações, formulários personalizados, etc.

7) Fazer julgamentos está entre os erros dos recrutadores

É muito comum entre os recrutadores e outros players do ambiente profissional os julgamentos pessoais. Mas isso é algo que deve ser combatido e aprimorado, uma vez que não é ético julgar os profissionais.

É importante que o recrutador tenha uma postura neutra e imparcial, com foco nos conhecimentos,  habilidades e atitudes profissionais, como falamos no tópico anterior. Uma solução está na postura da própria empresa, com uma cultura que valorize a diversidade em todos os sentidos. Capacitação profissional também é muito importante.

8) Não dar feedback ao candidato

Mesmo que o candidato não seja selecionado, é importante dá-lhe um retorno com argumentos plausíveis. É o mínimo que o recrutador deve fazer junto ao candidato que teve o empenho de analisar a vaga e se candidatar. É muito angustiante para a pessoa que busca uma colocação ficar sem respostas. O feedback é uma questão de respeito e empatia, além de ser uma importante ferramenta de gestão. Seja por telefone, SMS ou e-mail, seja cordial ao informar o resultado do processo seletivo.

Sabemos que as vezes são recebidos mais de 500 inscrições para 1 vaga e, manualmente dar este feedback fica impossível. Através do software da EMPREGARE.com é possível dar este feedback por e-mail ou SMS em massa.

9) Demonstrar ar de superioridade

Superioridade é a última coisa que um processo seletivo precisa em relação à postura de recrutador. Não é ético. Além disso, o objetivo do recrutador deve ser o de passar confiança, estimular o candidato a dar o seu melhor e manter o respeito acima de tudo. Por uma postura inadequada pautada na superioridade muitos talentos acabam desistindo do processo seletivo.

É de extrema importância a postura neutra do selecionador, desta forma ele fica livre de julgamento e consegue fazer as análises necessárias para uma melhor avaliação.

10) Não realizar testes e simulações

O processo seletivo não se limita à entrevista. É possível explorar outros recursos para avaliar os candidatos a fim de selecionar o que possui o perfil mais adequado. Os testes, simulações e formulários interativos podem ajudar a avaliar as competências e habilidades técnicas dos profissionais em questão.

Por isso, é importante ter ferramentas digitais que possuam estes recursos. Isso ajuda a contribuir com um processo seletivo mais dinâmico, ágil e completo. É o caso do software de recrutamento e seleção Empregare, em que você pode criar testes e formulários personalizados ou utilizar modelos do banco de dados da ferramenta, utilizar cases com problemas reais em simulações e testes para estabelecer o ranqueamento de notas e muito mais.

Veja também: Entenda como funciona um software de recrutamento e seleção

Gostou das dicas sobre como superar os principais erros dos recrutadores no processo seletivo? Deixe um comentário a seguir e compartilhe estas ideias nas suas redes sociais! Acesse o canal Empregare no Youtube e veja todas as novidade.